4 de set de 2011

1 ano e 3 meses, Antonio e a mastigação e alimentos

Olá meninas...

Há algum tempo percebo que Antonio tem uma certa dificuldade em mastigar alimentos sólidos, com 8 ou 9 meses se eu desse algo mais durinho a ele, ele vomitava, no inicio atribui isso ao refluxo, mas ao tratar refluxo percebi que a dificuldade era mesmo na mastigação, ai aos poucos estamos estimulando a mastigação dele, hoje ele ja come normalmente biscoitos, pirulitos, pipoca, qualquer fruta, ou qualquer outra coisa durinha, a dificuldade hoje esta nas carnes, ele mastiga, mastiga, mastiga, mas não engole, tenho que dar outra coisa mais mole pra ele engolir tudo junto ou arrancar da boca dele.
Minha maior preocupação com isso é prejudicar a fala dele, pois a musculatura orofacial fica flácida e prejudica o desenvolvimento da fala, faz com que ele respire mais pela boca (coisa que graças a Deus não acontece), e outra coisa, quero muuuuito começar a dar a alimentação da família a ele, "arroz, feijão, carne e salada" e não comida amassada com garfo.
Aí lendo por ai achei este mini artigo que fala sobre os benefícios do estimulo da mastigação em bebês.


Estimular a mastigação da criança desde cedo evita flacidez muscular.
O mundo moderno faz com que a alimentação seja mais rápida e prática. Quanto menos tempo e mais praticidade, melhor. O problema é que além dos adultos, quem acaba sendo prejudicado são as crianças, principalmente nos primeiros anos de vida. Com a correria do dia a dia, os pais optam por papinhas prontas compradas em supermercados.

Este tipo de alimentação para crianças acaba por prejudicar a mastigação, ocasionando o problema chamado de “flacidez muscular”. Esta flacidez faz com que a criança esteja sempre com a boca aberta quando assiste TV ou mesmo quando presta atenção em algo.

“Apesar das facilidades alimentares que a vida moderna oferece, é essencial que os pais estimulem a mastigação de seus filhos para que haja um desenvolvimento correto da musculatura orofacial”, explica a fonoaudióloga e tutora do Portal Educação, Carolina Cysne.

Portanto, a prevenção é o melhor remédio. O ideal é estimular a mastigação da criança. A amamentação é o primeiro passo. Quanto mais tempo a criança amamentar, mais ela exercitará a musculatura. É importante também que ela se alimente de alimentos sólidos como cenoura, pepino, milho verde, carnes mais duras, maçã em pedaços, beterraba, couve-flor cozidas ao dente e brócolis.
www.melhoramiga.com.br

9 comentários:

  1. Foi difícil fazer o Bryan aceitar o arroz...ele só foi comer a nossa comida com 14 meses, que eu me lembre, antes ele fazia vômito e só comia macarrão, eu já tava ficando louca pois tinha que fazer a comida dele separado, quando num belo dia eu dei arroz e ele comeu tudinho, mas tem fases que ele enjoa, como agora, ele nem quer saber de arroz ,só macarrão...leva um tempo,mas já já o Antônio vai estar comendo comidinha normal.
    bjos

    ResponderExcluir
  2. Primeiro olá, sou nova por aqui comecei a acompanhar o blog agora e já vou me meter a fazer um comentário rsrs, tenho uma filha de 1 ano e dois meses, bom, comecei a mudar a alimentação dela já faz algum tempo, passei a dar a mesma comida nossa a ela, ainda bem que a aceitação foi boa, mesmo tendo dois dentinhos embaixo só já dava carne picadinha pra ela e assim ela foi aprendendo a mastigar (mesmo sem dente, no começo eles estranham mesmo mas depois vão acostumando a ir triturando tudo.
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Ola adorei o blog, meu filho tem um ano e ainda faco a comida dele... na verdade estou bem preocupada ele e magro o medico disse se ele estiver com problemas para mastigar para eu bater a comida dele, mas como ele ja esta com quase um ano me sinto meio frustrada eu tenho medo de carne para ele por exemplo medo dele engasgar nao sei mais oq faco queria que ele comesse de tudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI tenho uma filha de 2 anos ela tambem tem esse probleminha pra mastigar.
      Mas sempre na hora de alimentar eu falo carinhosamente com ela para ela mastigar, já estou vendo resultados, ela já mastiga a carne e outros alimentos. Só nao mastiga o arroz com feijão.

      Excluir
  4. Gostei muito do blog e vou seguir algumas dicas pois como mãe de primeira viagem eu tinha medo de tudo e principalmente que a minha Dara engasgasse por isso sempre alimentei ela com alimentos triturados no liquidificador, e hoje minha filha com 1 ano e 6 meses não consegue mastigar e engolir alimentos mais solidos, ela provoca.

    ResponderExcluir
  5. Oi, meu filho tem dois anos e 4 meses e eu ainda não consegui fazer ele mastigar as coisas, não sei mais o que fazer. Se eu dou algo solido ele vomita pois tenta engolir sem mastigar, e quando eu dou coloco arroz na boca dele ele joga tudo fora, não consegui engolir!!Não sei mais o que fazer pois ele só come sopinha amassada e mingau

    ResponderExcluir
  6. Vc ja conversou com o pediatra sobre isso? va dando biscoitos para ele chupar e aos poucos introduzindo novos alimentos...bjos e boa sorte

    ResponderExcluir
  7. Olá! Minha filha tem 2 anos e quase 3 meses e não mastiga nada, toda alimentação é batida no liquidificador. Ela come vitaminas q preparo c frutas e farinha láctea, neston ou ainda o mucilon e leite ninho fase 1, mingau de cremogema, toma sucos de uva e laranja, sopa c variadas verduras, pure de batatas molinho, e só! Não consigo inserir nda sólido, pois ela ñ mastiga, põe p fora, tosse, se engasga e o medo da asfixia me desanima a insistir. Ela tb ñ fala, foi diagnosticado atraso na fala. Eu andei mto angustiada, mas confesso q agora preciso me tranquilizar, pois qto mais ansiosa eu fico, pior será p ela e p mim. Não acredito q ela ficará adulta comendo coisas batidasem liquidificador...

    ResponderExcluir
  8. Olá a todas...
    Bom também estou passando por tudo que ja foi relatado aqui. Com minha filha Vitória. .. Ela tem 1 ano e 1 mes e não mastiga,tudo que eu ofereço ela quer engolir sem mastigar. Nao comi arroz e so gosta mesmo do macarrao com caldo de feijão ou sopa bem amassada com garfo. Ja tentei da os pedaços mais ela vomita não sei mais o que fazer. É frustrante cada dia que passa vc como mãe inventa novos pratos pra ver se a criança. Comi mais ela nao aceita... Tem que ter mt paciência

    ResponderExcluir